Conheça 5 vacilos na hora do financiamento de uma moto.

By
Fala galera! Então, todo mundo que não nasceu rico precisa financiar uma moto, seja para trabalhar de motoboy com uma moto financiada, ou apenas para passear. Mas os bancos e financeiras não são bobos, e geralmente quem se ferra é quem tem pouco conhecimento. É por isso que vou te ensinar a não dar mole na hora do financiamento. Veja os cinco maiores erros que as pessoas fazem na hora de financiar a moto.
to. É aí que muita gente se arrasa, pois

Erro #1: fechar o financiamento direto com a loja da moto.

Você pode não saber, mas os lojistas e financeiras tem um acordo duplo... um ganha dinheiro com o outro. Portanto, não ache que o financiamento feito direto na loja, usando a financeira que eles indicarem, será a melhor opção. Quando você fecha o financiamento, a financeira passa uma pequena comissão para o lojistas, comissão essa que você poderia ter economizado. Os lojistas já ganham bastante dinheiro com a venda da moto, saiba economizar!

Erro #2: não saber calcular juros do financiamento da moto.

Esse é bem comum. A gente vê aquele 0,99% ao mês, e acha que é pouca coisa. Não se engane... esse 0,99% acontece todo mês, e sempre é juro em cima de juro (juros compostos). Quer um exemplo simples? Suponha que a moto financiada te custa R$ 500 por mês na parcela mais juros de 1%. Olha como ficaria esse financiamento...
Ou seja, no oitavo mês, sua prestação mensal que era de R$ 500 já subiu para R$ 541.
Se você fizer um financiamento de 60 meses, sabe quanto você vai pagar no último mês? R$ 908,35. Que pancada no orçamento, né? Portanto, fica atento aos juros, eles podem te fazer não conseguir pagar a conta no final.

Erro #3: Não dar entrada em troca de um financiamento mais longo da motocicleta

Isso só complementa o que expliquei acima. Quanto maior o tempo de financiamento, mais cara vai ser sua parcela no final. Portanto, se você tiver um dinheirinho guardado, vale a pena dar uma entrada maior e pagar menos financiamento, assim você vai perder menos dinheiro. Tem moto velha? Venda e dê o valor de entrada? Tem uma bicicleta encostada? Venda e dê de entrada. Não importa se são R$500 ou R$2000, dar entrada reduzindo o tempo de financiamento sempre é melhor.

Erro #4: Dar entrada e fazer financiamento longo, com parcela pequena

Isso é muito comum. A pessoa dá uma boa entrada, e ao invés de pagar 12x de R$500, prefere pagar em 24x de R$ 300, pois assim a parcela fica mais barata. Como bom amigo, te digo: se você puder pagar esses R$ 500 por mês, com menos prestações, faça. No final, você vai acabar pagando bem menos pelo valor total da moto, o que mata nos juros é o tempo! 

Erro #4: Não pesquisar outras marcas e formas de financiamento

A não ser que você queira exclusivamente um tipo de moto, vale a pena ver outras alternativas. Hoje temos diversas marcas como Honda, Yamaha, Kawasaki etc, e cada uma delas tem seus prós e contras. E cada uma delas tem seus preços e métodos de financiamento. As vezes vai sair bem mais barato trocar de marca em troca de um financiamento com juros menores. Nessa hora, não pode ser preguiçoso, tem que pegar a calculadora e simular o financiamento. Aqui no site já demos várias dicas de como fazer essa simulação de financiamento de moto. Dessa forma, você vai economizar um dinheiro valioso!


E você, tem mais alguma dica para compartilhar com os amigos? Comente!